Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Todos umas ricas peças!...

por aquimetem, em 07.05.07

Mondm doutrora     

           Ao passar há momentos  por um dos didácticos cantinhos do Jofre Alves logo se me reforçou o desejo de voltar ao tema que também já hoje  tinha abordado em post meu, acerca dum ilustre mondinense que não caiu nas graças de Aquilino Ribeiro, ou vice-versa. Não é  por certo  novidade para o administrador da página Coura:magazine o que a seguir vou transcrever do autor de " A Casa Grande de Romarigães", pois empenhado como tem estado em fazer eco das comemorações dos 50 anos da 1ª edição da obra que este ano se celebram,  nada por certo lhe deve ter escapado sobre o passado histórico deste nosso notável romancista.

          O que vou divulgar é uma carta que antes de fugir da cadeia, onde o meu ilustre conterrâneo o tinha hospedado, redigiu em termos de reconhecimento....:

           < Exmo. Sr. Juiz Dr. Alves Ferreira: É vivo que escrevo a V. Exª porque não encontrei uma corda para me enforcar e a minha gravata de seda é curta e deu-ma uma mulher amada. Ofereceram-se-me porém na minha angústia meios mais que precários com que vou tentar a evasão, alta temeridade digna  do Belchior e Ferramenta. Qualquer homem com dez réis de sangue nas guelras, no meu lugar, faria o que eu faço. Torno a dizer: morro à fome e ao frio. O Sr. João Franco não encontrou melhor meio do que esfomear-me como processo de chantage para me obrigar a confessar o que não sei. A fugir àquele fim, de que V.Exª é o braço executor, é que me lanço num temerário cometimento a que não ousaram jamais presos que transitaram por este calabouço, e todavia, pelo que houvi afirrmar ao cabo Gigante, mestres no pé-de-cabra e na gazua. Sirva-se V.Exª  dar a esta carta o destino que entender, menos  trazê-la a público para que se não condoam uns de mim  e se não quer que riam outros dos ferros de El-rei. Deus que, segundo Fr. José dos Corações, está em toda a parte e nos ouve, nos julgue na sua infinita justiça e nos ajude com a sua graça.

         O preso A.R.., preso porque cometeu o inexpiável crime de se não julgar em direito de se negar a um pobre amigo numa adversidade>.  

          São todos umas ricas peças !...       

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:47


4 comentários

De soaresesilva a 09.05.2007 às 17:07

uma carta interessantíssima e cheia de ironia que eu não conhecia.

De Praia da Claridade a 11.05.2007 às 23:01

Uma carta muito interessante, a um Juiz !.....
Relembrou no comentário ao meu blog, no "1º. de Maio", o Fausto Caniceiro da Costa, uma pessoa que eu conhecia pessoalmente. Ilusionista amador, escritor, humorista, coleccionador, as suas famosas exposições alusivas ao tema”Borboletas” (cerca de 100 borboletas diferentes), etc...
Muito fez pela sua terra, Buarcos. Um nome que não mais será esquecido !
Amigo Costa Pereira: votos de um bom fim de semana.
Filipe

De Carlos Marques a 26.04.2008 às 20:35

***E pena que o Fausto Caniceiro ja nao esteja entre nos. Conhecio muito de perto..mas a vida e assim !

De aquimetem a 26.04.2008 às 21:53

Também eu o tive como confrade e amigo que muitas vezes visitei na sua residência em Buarcos. Um dinâmico figueirense! Ao meu amigo grato pela visita e comentário. Bom inicio de semana

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D