Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cabo Espichel

por aquimetem, em 03.12.10

           Ontem fui passar o feriado, 1º de Dezembro, a terras de Sesimbra, ou melhor dito à aldeia de Azóia e Cabo Espichel que fazem parte da freguesia e paróquia de Santa Maria da Consolação do Castelo.

          Depois da Missa das 09h00, na igreja de NS do Amparo, em Benfica, um grupo de "maduros" inbicam em  direcção à outra banda; e meia hora após, ei-los já, pela EN 379, a passar junto da igreja de Santana, a caminho da Serra da Azóia.    

          Bonito passeio que entre Santana e Zambujal tem no morro do Castelo e o mar azul de Sesimbra um  panorama sedutor para  oferecer a quem fizer este trajecto.  

  

             O morro da aldeia do Castelo de Sesimbra (lado poente), visto à saída de Santana para o Zambujal.   

          O alvo era aqui. Esta acolhedora vivenda onde, o amigo Dr. Alfredo nos esperava para franquear os aposentos e ali almoçar a feijoada da ordem, ou peixe quem atempadamente pediu. Se estava boa ou não de pouco  vale dizer aqui, uma vez que já foi comida. Mas devo dizer: estava deliciosa, e a pinga um regalo.

           Aqui o anfitrião parece estar a dar instruções a dois mestres de "cerimónias" de como quer que corra a festa, ou melhor: o convívio. Foi também uma maravilha, com gente de quase todo o país, e até de Angola.

           No fim de almoço foi o cafezinho na colectividade desportiva da povoação, e para encerrar a jornada um passeio mais adiante, ao Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel

 

          Nunca me canso de fazer esta visita a um dos santuários marianos mais antigos de Portugal, sempre que passe por ali  perto. Esta foi mais uma delas e com a satisfação de me sentir bem acompanhado, por gente de barba rija, que sem complexos humanos ama a Deus e ao próximo. 

         Como vem  sendo prática em muitos locais de visita, também no interior do Santuário de Nossa Senhora  do Cabo não é permitido tirar fotos; ordens são ordens, e só há que respeitá-las. Se bem que em termos turísticos não me pareça lá muito acertado. Os postais vendem-se na mesma... e o turista gosta de fotografar, até eu que fui para rezar o terço. Mas pelo menos  trouxe....a imagem que enobrece o cimo da frontaria do santuário. 

           Com o altar-mor de costas para o mar, e duas alas de hospedarias dispondo o adro, ou terreiro, em rectângulo, o actual Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel, deve a sua materialização a D. Pedro II, que do Brasil ordenou a vinda de muita madeira para esta obra de 1701.  

 

           Também de costas para a fachada principal de Santuário, virado para norte, se avista ao fundo a Casa da Água, enquadrada na obra de 1770 que dotou o santuário com água potável, recolhida na "mãe d'água", ao pé das nascentes da vizinha aldeia de Azóia, e conduzida em aqueduto até ao Cabo.

 

           Aqui alguns dos "turistas" aguardando a chegada dos mais lentos, para em  grupo assaltar a Nossa Senhora, cuja novena começou no dia 30 de Novembro. 

           À esquerda de quem sai as portas da igreja fica uma entrada, em arco, que dá acesso às traseirras o santuário. 

           .......Vem dar aqui, a este amplo terraço que faz de varanda, na falésia, sobre o mar ao Cabo Espichel.  

           No topo, a poente, fica a Capela da Memória onde segundo reza a tradição foi o local que dois velhos da Caparica e Alcabideche, em sonhos coincidentes, teriam sido avisados pelo Céu da imagem encontrada ali, e  hoje venerada no Santuário.

           Aqui o Dr. J. Santos  surpreendido a ver e admirar a obra que Deus ali imprimi naquele pedaço de terra lusa. 

         Um pouco mais afastado do Santuário o Farol do Cabo Espichel, mais a sul. 

           Foto tirada de junto da Capela da Memória tendo por pano de fundo o mar da Costa de  Caparica. 

           Falésia em frente à Memória

          Santuário visto do lado poente. Não sei, mas um imóvel que desde  5 de Janeiro de 1950 está considerado de Interesse Público (decreto 37.728) e espaço à volta Zona Especial de Protecção por portaria de 29 de Novembro de 1963, bem merecia outro trato na conservação e restauração do património arquitectónico original. Os portugueses em matéria de aproveitamento do seu património natural e construído têm muito que aprender. Têm que estudar espanhol.... para irem a Espanha visitar modelos do género Cabo Espichel...  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:29


2 comentários

De mg a 06.12.2010 às 12:35

Bonito passeio e bem perto. Sabe sempre bem esta volta quanto mais, com esse belo almoço, pois feijoada, vai sempre lindamente.
Bonito de ver, esses senhores todos a rezar!
Pena não mostrar a Capela da Senhora do Cabo Espichel, ou o Santuário, por dentro...nunca entrei lá, embora vá lá muitas vezes. Limito-me a apreciar a paisagem, e muito menos que isto estava ligado com D.Pedro II...as coisas que se aprendem aqui no Aquimetem!

De aquimetem a 09.12.2010 às 19:32

Bonito, sim senhora. Toda aquela zona que de Palmela pela Arrábida se estende até ao Cabo Espichel é digna de ser visitada, e apreciada. Eu não me canso de o fazer, sempre que posso. O peixe na região, espadarte de Sesimbra, é o prato forte, mas eu vou mais pela feijoada à transmontana, sou conservador....sem conservas. Então ainda não entrou no Santuário de Nossa Senhora da Pedra Mua? Vale apena entrar, porque o seu interior está relativamente bem cuidado, por uma Confraria que para sacudir os "hospedes" clandestinos que após o 25 de Abril ocuparam as duas alas de hospedarias, teve para o efeito que mandar agora entaipar portas e janelas, cimentar. O que irá en tretanto sair dali! Que NS da Pedra Mua ou Espichel, nos valha que para isso é que lá se vai rezar e conviver com tanta beleza natural. Bfs .

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D