Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Condutores de massas

por aquimetem, em 01.05.10

           O 1.º de Maio assenta numa manifestação de trabalhadores que em 1856 percorreu as ruas de Chicago, nos Estados Unidos da América com a finalidade de reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias. Provocou escaramuças com a policia que deram origem a ter havido algumas mortes. Em 1889, três anos mais tarde, a Internacional Socialista reunida em Paris decidiu convocar anualmente uma manifestação com o objectivo de lutar palas 8 horas de trabalho. A data escolhida foi o 1.º de Maio. 

           Em Portugal só a partir de 1974 é que voltou a comemorar-se o 1.º de Maio, evento que  tem vindo a servir mais a classe política do que as classes trabalhadores deste País sem rei, nem roca. Exemplo desse aproveitamento político temos as manifestações e comícios que em separado se realizam para festejar a jornada. No caso de Lisboa: a UGT(União Geral dos Trabalhadores), a escolher o Restauradores para concentração dos seus afeiçoados, e a CGTP- Intersindical, a optar pela Alameda de D. Afonso Henriques. 

          Bem andou Sua Santidade Pio XII, quando em 1955 decidiu instituir a Festa de São José Operário, dando assim ao Dia do Trabalhador a dimensão de fé e dignidade que os interesses políticos lhe recusam. A única vez que esta data foi comemorada em união ocorreu em 1974, a partir daí as águas separaram-se...Mas a represa  é a mesma. Efeméride que se comemora em todos os paises onde a liberdade existe, a data no entanto pode não coincidir. Na Austrália, por exemplo, varia com a região, e nos Estados Unidos, celebra-se na primeira 2ª-feira de Setembro.  

           Que São José Operário, no inicio deste mês das "romarias" a Nossa Senhora, interceda para que doravante haja unidade, igualdade de direitos  e respeito pelas familias trabalhadoras. Não sendo assim, daqui a pouco o povo deixa de acreditar. Não nos santos, mas nos condutores de massas. 

   

           Restauradores - hoje, 1.º de Maio de 2010, às 11h45. Lisboa numa manhã morta...que nem uma prova de atletismo animada com água de "Penacova" fez reanimar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D