Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tem olho!

por aquimetem, Falar disto e daquilo, em 19.10.09

          Temos aí nas livrarias mais uma das "besteiras" do Zé Saramago, o serralheiro mecânico que nasceu numa Azinhaga do Ribatejo, em Novembro de 1922, mas que nem ao certo  sabe  se no dia 16 ou 18 desse mês. Não vou por isso dar-lhe os parabéns. 

           Mas  nasceu, e cedo viu que ser comunista e ateu ao mesmo tempo dava  para  regaladamente viver, conquistar  fama e dinheiro bastante para à capitalista  nas ilhas Canárias fazer de Lanzarote o seu paraíso terrestre. Os muitos zés que por esse mundo fora apreciam a boa leitura,  sem regra nem gramática, se encarregam de lhe sustentar o seu bom gosto de fazer livros e o atrevimento em tocar em matéria que por ateu desconhece e  por ignorância se faz dela sabichão. Mas não está sozinho, e até é Prémio Novel. Tem olho! É português, embora degenerado. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:18


3 comentários

De jts a 26.10.2009 às 18:33


´"E SOBRE JOSÉ SARAMAGO, QUE QUERO COMENTAR - SE PARA TANTO FOR AUTORIZADO - A VOSSA OPINIÃO, SOBRE O ÚNICO PRÉMIO NOBEL DE LITERATURA PORTUGUESA"

Caros amigos "COSTA PEREIRA" e "MARIA DA GRAÇA", vão para vocês, os cumprimentos da minha grande amizade.
Fiquei - acreditem - muito triste, por saber que os meus amigos, que tanto prezo e admiro, têm pela literatura portuguesa, ou melhar, por quem a cria, uma opinião vazia de ideias e talvez até, caricata.
Não estamos a comentar o grande Camões, Eça, ou Camilo; estamos a dar a nossa opinião - goste-se ou não - sobre a obra do maior escritor português da actualidade.
A sua última obra, "CAIM", está a ter um estrondoso êxito em todo o país. E, até em Mondim, esta obra esgotou dos escaparates da minha livraria, tendo necessidade de solicitar uma nova remessa.
Quanto ao livro propriamente dito, é apenas mais um livro ao seu estilo e só se admira, quem anda distraído nas coisas das letras ou conhece mal o autor.
O Próprio Padre Neves, que o acompanhou na entrevista da SIC, disse que era seu admirador e que apesar de discordar em alguns pontos desta obra, acabou por concordar noutros, onde a verdade é por vezes pouco clara.
Obviamente que não vamos comentar aqui as maravilhas da "inquisição", onde a igreja fez um "trabalho notável e de verdadeira missão".
Meus caros amigos, já o disse vou repetir: a nossa amizade não entronca em questiúnclas, venham eles de onde vierem.
Mas, gostaria de vos pedir: comentem, comentem tudo o que vos der na gana, mas não chamem vellho e estrangeiro a um homem que tem mais juventude que alguns novos e tão ou mais português, do que alguns que cá moram.

Um abração para todos.

Teixeira da Silva

De aquimetem, Falar disto e daquilo a 28.10.2009 às 13:17

Caro, Teixeira da Silva: Admiro a sua frontalidade e firmeza de convicções, mas mantenho a minha: Saramago é famoso só e apenas porque não tem uma coisa que JTS tem: Convicções!!! É comunista, mas vive e esbanja como qualquer normal capitalista. Tem muitos leitores porque a sociedade que nós fizemos - nós, não foi Salazar, pois eu também vivi no tempo dele - chegou a este estado miserável que São Paulo combateu à 2000 anos. Há que ler a Bíblia para perceber e não para fazer "Cains ", como os cachorros. E quanto ao valor literário da obra do dito ribatejano só lhe digo: se o meu amigo lesse mais o nosso poliglota Mons . Ângelo Minhava por certo que não diria assim tão bem, como diz, do vulgar escrevinhador a quem deram o Prémio Nobel porque também a Academia Sueca aprecia quem diz mal da religião e provoca escandaleiras , mesmo que seja ignorante. Ó amigo JTS , então acha que Saramago tem alguma coisa de semelhante com o nosso Torga! Tem, falava do que sabia. Mas não mereceu prémio... Porquê^. Um abraço

De aquimetem, Falar disto e daquilo a 28.10.2009 às 16:58

Volto só para acrescentar que na frase "Tem, falava do que sabia", se deve ler : Tem, ele também falava português, mas sabia de quê. O computador roubou-me as letras. Não são só os sem lei....

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D